Autódromo de Jacarepaguá: Patrimônio do Esporte Brasileiro

Memória viva do Autódromo de Jacarepaguá

Algumas considerações sobre o resultado do concurso do Parque Olímpico um

with one comment

Hoje saiu o resultado do Concurso do Parque Olímpico que pretende a remoção do Autódromo de Jacarepaguá e a instalação de um novo complexo desportivo tendo em vista os Jogos Olímpicos de 2016.
O concurso, em parceria com o Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB), reuniu 60 trabalhos de escritórios de arquitetura de 18 países. Contou com a presença de diversas autoridades como o Prefeito do Rio de Janeiro, os ministros dos Esportes e das Cidades, o representante do Governo do Estado do Rio, o presidente do COB, entre outros. Após os rapapés iniciais foi lida uma ata pelo presidente da comissão julgadora do concurso. Esta mencionou que foram feitas eliminações de diversos concorrentes, porém sem explicar tecnicamente os motivos.
Foram anunciados 6 finalistas: uma empresa brasileira ficou com a sexta colocação, de resto haviam dois portugueses, um australiano, um americano e a primeira colocação ficou com o escritório inglês Aecom de Adam William e Hanaway.
O que se coloca em discussão não é o concurso em si, mas a completa omissão da CBA, uma vez que estava previsto em edital a saída do Autódromo. Esta entidade teve oportunidade, mas não questionou este concurso em nenhum momento. Nem se preocupou em contactar arquitetos para que apresentasssem propostas que aproveitassem o que resta da pista do Autódromo de Jacarepaguá. Simplesmente, se omitiu!
Não devemos nos esquecer que esta semana esta instituição comemorou antecipadamente seus 50 anos de existência com festa no Copacabana Palace (1). Isto quer dizer que o seu dirigente máximo esteve nesta cidade para a comemoração, mas não se dignou a se interessar pelo destino do Autódromo de Jacarepaguá. Pasmem senhores, mas é isso mesmo!
Neste episódio do concurso, ficam várias perguntas para serem respondidas por estes dirigentes festivos da CBA. Algumas dizem respeito ao futuro do automobilismo carioca:
– O que a divulgação do resultado deste concurso significa na prática?
– Até quando vamos ter corridas em Jacarepaguá?
– Como está o andamento do novo autódromo?
Mas, a pergunta que não quer calar é:
– Até que ponto uma instituição que não luta pelo direitos de seus filiados merece representá-los?

1- Nesta festa o Sr. Wilson Fittipaldi se manifestou em defesa do Autódromo de Jacarepaguá. Este respeitável senhor, figura proeminente do automobilismo brasileiro e paulista, chamou para si um problema que deveria ter sido abordado por nossos dirigentes. A ele que sempre foi merecedor de nosso respeito pelo que representa, todo nosso carinho e aplauso! Link apra a matéria aqui.
2- Nesta mesma festa o sr Ricardo Leyser (o mesmo que foi processsado pelo TCU a devolver dinheiro do PAN) disse que prefeito Eduardo Paes atrasou a entrega do projeto e pediu que fosse feito um estudo detalhado da região de Deodoro, uma das mais carentes do Rio de Janeiro, e que os moradores sejam beneficiados, com a instalação de oficinas e das equipes no entorno do autódromo.
Não ficou claro porém, se mecânicos, preparadores e chefes de oficinas de preparação seriam automaticamente removidos para lá (como se não tivessem vontade própria) ou se o sr. Prefeito iria tirar da cartola estes profissionais entre os moradores do local.

Anúncios

Written by Pescador de informação

19 de Agosto de 2011 às 15:17

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. Foi com dor no peito que li esta matéria. Não que seja contra avanços ou mudanças; Mas me deixou triste o fato de acabar com parte da história do automobilismo brasileiro sem necessidade. No RJ existem muitos bairros carentes de desenvolvimento… Estes parques, prédios, arenas e estádios deveriam ser construídos em locais “mais carentes”. Zona norte do RJ, baixada entre outros… Levaria lazer, comercio e dinheiro para as outras regiões. Agora, o coração fica machucado… desde criança eu ia para o autódromo ver as arrancadas… Stock antes de ficar famosa… Lembro do meu tio que ganhava os ingressos na sua recauchutadora de pneus… até a minha carteira de motorista tirei na porta do autódromo!

    Mario Robelio

    20 de Agosto de 2011 at 9:35


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: