Autódromo de Jacarepaguá: Patrimônio do Esporte Brasileiro

Memória viva do Autódromo de Jacarepaguá

Posts Tagged ‘Deodoro

Autódromo de Deodoro não sai

with 3 comments

Esta semana a Vereadora Sonia Rabello publicou em seu blog um link para a Ação Civil Pública (10ª Vara Pública) que o GAEMA (Grupo de Atuação Especializada em Meio Ambiente) do Ministério Público Estadual está propondo no sentido  de proteger esta riqueza ambiental da área destinada ao autódromo em Deodoro. Para acessar esta ação: Clique Aqui

Assim, por mais que o Prefeito se ache bom de conversa dificilmente conseguirá convencer todas os procuradores que compõe este grupo do MP de que esse autódromo é viável. Se insistir e quiser comprar a briga, esta pode durar no mínimo 10 anos.

A quem ele pensa que engana quando diz neste vídeo que irá convocar a CBA e a FAERJ com a presença do Ministro dos Esportes para o lançamento de Deodoro?

Pode ser que consiga enganar apenas os dirigentes destas duas entidades, porque os automobilistas cariocas já não acreditam mais nesta farsa. Nas redes sociais, o comentário é que se a CBA e FAERJ aceitarem a quebra deste acordo em troca desta mentira, elas perderão a credibilidade e a representatividade junto a aos seus afiliados. Portanto, é bom pensarem bem no que estarão fazendo, antes de entregarem o Autódromo de Jacarepaguá de vez. Pois uma coisa é encerrar o campeonato regional mais cedo, para facilitar as obras, mas outra bem diferente é deixarem destruir o que resta do único circuito onde ainda é possível a realização de provas de automobilismo no Estado do Rio de Janeiro.

Anúncios

Written by Pescador de informação

4 de Novembro de 2012 at 13:00

Para que serve um novo acordo se o primeiro não for cumprido?

leave a comment »

O Rio não pode ficar sem autódromo

 

Prezados leitores,

A campanha O Rio não pode ficar sem Autódromo precisa de apoio. Esta iniciativa foi deflagrada neste fim de semana por André Buriti do Blog SOSAutódromoRJ, durante  a corrida de Fórmula Truck  que aconteceu domingo e a seguir no Twitter através da hashtag #orionãopodeficarsemautódromo.

Para quem não assistiu a corrida nem à transmissão ao vivo da mesma pela Bandeirantes, vamos recapitular: foi aberta um a faixa com a inscrição O Rio não pode ficar sem autódromo Automobilismo também é esporte no grid de largada. Na transmissão, Teo José enfatizou a importância histórica do Autódromo de Jacarepaguá e finalizou com a frase: se era para destruir, porque construir!

Isto foi de importância crucial neste momento em que o Prefeito Eduardo Paes tenta a todo custo empurrar goela abaixo da CBA um  novo acordo, entregando simplesmente um cronograma das obras do Autódromo de Deodoro aos dirigentes da entidade. Segundo matéria do jornal O Globo que pode ser lida aqui  aconteceu uma reunião esta semana com este objetivo. Em resumo ele quer que a CBA libere o Autódromo em troca de um novo acordo. Fez até a promessa estapafúrdia de incluir as corridas no calendário oficial da cidade???? Mas, que corridas? Se destruírem a pista sem construírem outra,  talvez não haja corridas aqui no Rio nunca mais!

Para a comunidade automobilísstica carioca de que serve um novo acordo se o primeiro não for cumprido? Na verdade, ela não pode ficar sem autódromo nem um dia, que dirá meses e anos. De que serviria mais um pedaço de papel?

Esta forma de agir do prefeito o faz parecer um vendedor daqueles que querem passar gato por lebre e cuja principal arma é aquela retórica cansativa e burra. Daqueles que pensam que sua lábia tem o poder de enganar os trouxas. É verdade que algumas vezes eles até vencem pela insistência, mas não convencem, pois, quando isto acontece lá no fundo se tem  consciência de estar sendo levado na conversa.

Diante disto,  pense e diga honestamente se você emprestaria sua bicicleta a Eduardo Paes?

Então, não há motivo para que a CBA caia na sua lábia de vendedor barato. A não ser que haja algo mais neste pacote. Me refiro a propina, dinheiro ou qualquer forma de escambo vantajoso que faça com que os dirigentes da CBA, diretores esportivos, diretores de clubes, advogados, todos eles sejam literalmente comprados!

Bem, não cabe aqui especulações de como isto será ou seria feito, porque haveria muita gente envolvida neste pacote. Além disto, até  o presente momento, a CBA tem demonstrado resistir bravamente às pressões.

Mas, cabe repetir o alerta já feito anteriormente em outros posts, quando foi aberto o abaixo assinado neste blog em 2008 contra a destruição do Autódromo de Jacarepaguá. A propósito, ele continua no link ao lado e se você não assinou ainda que tal clicar e assinar, pois ele nunca esteve tão atual.

Acabar com Jacarepaguá antes de construir um novo autódromo é destruir o automobilismo do Rio de Janeiro! Assim, por enquanto, a comunidade automobilística está confiante, mas em estado de vigília permanente em apoio a sua Federação Estadual e a CBA.

 

 

Written by Pescador de informação

6 de Abril de 2012 at 13:29

Publicado em Sobre

Tagged with , , ,

Para quem vive de notícia esta é velha. Na real, primeiro é preciso acontecer!

with 2 comments

A imprensa hoje noticiou sem entusiasmo uma reunião em que mais uma vez foi apresentado o projeto do novo Autódromo em Deodoro. Estiveram presentes os presidentes da CBA e da FAERJ, o secretário Municipal de Esporte e Lazer do Rio, Romário Galvão Maia, o secretário nacional de Alto Rendimento do Ministério do Esporte, Ricardo Leyser e alguns pilotos.
Segundo matéria do site www.brasil.gov.br o Ministério traz para si a responsabilidade pelo projeto, mas não menciona se já houve o empenho da verba, nem de onde sairão os recursos. Nem o prefeito, nem o governador, nem o próprio ministro estiveram presentes a esta reunião. Então, o que há de novo nisso?
Será que este Ministério agora quer imitar os factóides do antigo prefeito César Maia?
Além disto sabemos que este secretário Sr. Ricardo Leyser é o mesmo que foi condenado pelo TCU a devolver dinheiro do PAN 2007, portanto não merece credibilidade. para ler clique aqui.
O que existe de concreto até o momento é o acordo firmado entre a CBA, a prefeitura e o COB e nele está escrito que a CBA não pode entregar o Autódromo de Jacarepaguá até que o novo esteja pronto e funcionando. Deste modo, ficaria mais apropriado se convocassem a imprensa apenas quando isto acontecer de fato!
A intenção deste acordo foi não prejudicar o automobilismo regional. Por mais absurdo que pareça a este secretário existem pessoas, famílias inteiras que a dependem do Autódromo de Jacarepaguá para sua sobrevivência. São pilotos, preparadores e mecânicos que fazem apenas o campeonato regional e arrancada. Não desmerecendo os pilotos que compareceram ao encontro, sabemos que nenhum deles vive exclusivamente do automobilismo carioca.
Assim, todos aqueles que ainda dependem do Autódromo esperam que o acordo seja cumprido na íntegra. Aliás, na última corrida do regional o presidente da FAERJ Sr. Djalma disse para quem quisesse ouvir que caso o acordo não seja cumprido acionará a justiça.

Written by Pescador de informação

31 de Maio de 2011 at 16:38