Autódromo de Jacarepaguá: Patrimônio do Esporte Brasileiro

Memória viva do Autódromo de Jacarepaguá

Posts Tagged ‘Olimpíadas 2016

Luto e silêncio!

leave a comment »

Depois de mais de dois anos sem nenhuma nova postagem no blog, justificado pelo luto da perda de um dos melhores autódromos do mundo, resolvi dar uma atualizada em algumas páginas. Faço isto porque tenho guardados alguns arquivos importantes que ajudarão àqueles que queiram continuar a falar do Autódromo de Jacarepaguá, conhecer a estratégia de marketing imobiliário que envolve o Projeto Olímpico da cidade do Rio de Janeiro e a verdadeira história do Parque Olímpico da cidade do Rio de Janeiro.

Assim, graças aos novos recursos disponibilizados pelo WordPress que agora permitem o acesso ao formato PDF, sem que o blogueiro tenha que pagar mais por isto, comecei a disponibilizar alguns destes arquivos. Para quem se interessar na página Denúncias e documentos importantes já podem ser encontrados alguns deles como, a minuta do Edital do Parque Olímpico e outros.

Pergunte a quem disse isso…

with one comment

Esta semana vários jornais, entre eles O Globo, publicaram entrevista  com a Presidente da EOM – Empresa Olímpica Municipal  sobre os preparativos da cidade do Rio de Janeiro  para as Olimpíadas 2016.  Infelizmente esses reparativos que deveriam ser amplos e englobar ações em áreas como Saúde, Educação, infra-estrutura em Turismo, se resumem a obras.

Mas, vamos ao comentários da sra Maria Silvia motivo principal deste artigo, pois verificamos que ela está totalmente desinformada não apenas sobre o autódromo, mas sobre diversas questões que abalam diretamente a sua posição de presidente deste orgão:

– Erra redondamente ao afirmar que o acordo com CBA seria para construir um novo autódromo em Deodoro, pois acordo não foi firmado com este objetivo. Nos termos acordados, a Prefeitura garantiria a realização, de todos os eventos nacionais e regionais programados para o Autódromo Internacional Nelson Piquet e também a construção de um novo autódromo, caso fosse necessário. Em todo o período da construção dos módulos olímpicos, a Prefeitura teria de disponibilizar o local sem qualquer interrupção para que seja cumprido o calendário das provas regionais e nacionais. O acordo não menciona Deodoro e não possui nenhuma linha sobre cronograma de demolição. Isto é pura balela!

– Comprometeu seriamente o Prefeito Eduardo Paes e alguns de seus secretários mais influentes, como Ruy Cesar e Carlos Osório ao incitar a imprensa para que questione aqueles que afirmaram que o velódromo teria nível olímpico. Na época que o velódromo foi inaugurado, Paes era Secretário de Esportes e Turismo do Governo do Estado do Rio, Carlos Osório era Secretário Geral do CO-Rio – Comitê Geral dos XV Jogos Panamericanos Rio 2007 e Ruy Cesar era Secretário de Esportes e Lazer da Prefeitura do Rio. Hoje Osório é Secretário Municipal de Conservação e Ruy atual secretário especial municipal para Copa.

Como vêem esta senhora, para se defender, jogou o próprio chefe e colegas aos leões ao levantar esta lebre. Parece que competência não é mesmos seu forte…

Mesmo tendo trocado de posição, é interessante observar como estas pessoas mencionadas acima estão sempre presentes, quando o tema é a destruição do Autódromo de Jacarepaguá. Primeiro no Pan 2007 e agora nos Jogos 2016. Quais serão os interesses pessoais dos três?

As imagens não mentem jamais. Esta foto tem uma vista privilegiada de cima do que restou do circuito de Jacarepaguá.  Foi feita uma sobreposição de imagens atuais do Google e das instalações do Parque Olímpico que permanecerão após os Jogos de 2016 e o resultado é surpeendente! Nenhuma das instalações permanentes fica em cima da circuito como é atualmente. Nem o Autódromoo de Jacarepaguá nem o Velódromo precisam ser destruídos, para as novas instalações! Então, por que eles insistem em fazer este absurdo?

Além do derrubar para construir, significar mais verbas federais, existe um mistério que cerca essas demolições que provavelmente todas as pessoas mencionadas acima saberão “contar”.  Inventam orçamentos mirabolantes. É uma piada que para reformaar o Velódromo custe 105 e para construir um novo 115 milhões. Pensam que somos otários?

Não é mais fácil deixar o que está aí para servir para treinamento e construir o outro ao lado , como mostra a simulação? Mas, façam um orçamento justo.

É lamentável que o Goveno Federal não esteja enxergando o que há por trás disso, pois terá que arcar com os custos destas construções!

Written by Pescador de informação

27 de Julho de 2012 at 16:52

O que esperar de um dirigente esportivo?

leave a comment »

Esta semana o meio automobilístico foi surpreendido por um artigo do presidente da CBA Sr. Cleyton Pinteiro publicado no jornal O Globo.
A surpresa se deu em primeiro lugar porque desde que o famigerado Projeto Olímpico para o Autódromo de Jacarepaguá veio a baila, este senhor nunca havia se pronunciado oficialmente a este respeito. Depois, porque já que tomara a atitude de publicar um artigo assinado em um jornal de grande repercussão, esperava-se que suas palavras fossem para tranquilizar o meio. Ao invés disto, foram palavras inócuas e que cobraram apenas o anúncio oficial da construção do novo autódromo. Tenho certeza que para todos que vivem deste esporte no Rio de Janeiro melhor teria sido se ele tivesse ficado calado.
Ora Sr. Cleyton, de anúncios estamos fartos. Desde que o Rio de Janeiro foi declarada oficialmente cidade sede dos Jogos Olímpicos de 2016 nosso meio vive sob uma ameaça constante. Não somos inocentes e sabemos que a CBA tem um acordo judicial firmado em cartório com a Prefeitura do Rio e sabemos exatamente o que isto significa.
Criamos através deste blog um abaixo assinado apoiando sua gestão para que este acordo fosse cumprido na íntegra, pois na ocasião a grande imprensa sequer mencionava o mesmo. Passados dois anos a imprensa não ignora mais este fato. Mas, o senhor parece ignorar o grande trunfo que tem nas mãos ao cobrar apenas um anúncio. Com ele e com o apoio do meio, o senhor tem condições de exigir muto mais. Exigir por exemplo, que só toquem no Autódromo de Jacarepaguá, após o outro estar completamente pronto, não importa quanto tempo isto demore.
Se a licença x, y ou z para a construção lá em Deodoro não está pronta, não é problema seu, nem nosso. Se a Prefeitura do Rio planejou algo que não tem condições de cumprir idem.
O que não pode acontecer em hipótese alguma é a CBA fraquejar e autorizar que destruam Jacarepaguá, sem que o novo autódromo esteja completamente em condições de sediar as provas do automobilismo regional e nacional. Assim, sr. Pinteiro, se o senhor não deseja deixar seu cargo de presidente da CBA com a alcunha de COVEIRO DO AUTOMOBILISMO CARIOCA é melhor que seja mais incisivo em suas palavras e ações!

Written by Pescador de informação

22 de Julho de 2011 at 16:06